Em ritmo de Copa, um almoço verde e amarelo e fuxicos

19:07 Tays Rocha 10 Comments

Eu normalmente não paro minha vida prá nada, futebol, novela e coisas do gênero, já começa pelo fato que nem TV eu assisto, hoje por exemplo, ela ainda nem foi ligada, só gosto mesmo de dar um BOA NOITE pro Tio Bonner, no mais... passo longe, mas também não sou do tipo chata e repetitiva que fica reclamando de tudo, das mesmas coisas, entro no clima e vamos em frente, ao som de vuvuzelas e tudo. Não acompanho futebol, normalmente só gosto de saber quem são os 4 primeiros e os 4 últimos... rsrrsrsr, mas em época de Copa, gosto sim, acompanho tudinho, bom futebol eu aprecio. Minha família é do tipo festeira, tem sol, vamos fazer um churrasco prá comemorar, tem chuva vamos fazer um churrasco prá distrair... tudo é motivo de festa. Deles todos, sou a mais paradona e agora então... pior que água de poço! Na semana passada, que teve Brasil x Portugal meu pai inventou de fazer um churrasco, despedida porque está se aposentando, saindo do emprego atual e vai assumir a vaga do concurso do Ministério Público, tipo... única vaga para o Paraná, concorrência absurda, e eu orgulhosa do meu coroa charmoso... heheheh.


Meu pai nunca ligou prá cozinha na vida, só agora depois de mais velho tomou gosto pela coisa, e ele cozinha, inventa e faz 1001 pratos deliciosos, e tem que ser tudo decoradinho, cheio de fru-frus. E assim foi nossa orgia gastronômica nosso cardápio de sexta: de entrada, drumete de frango assadinho, linguicinhas e no almoço: picanha na chapa, picanha recheada com provolone e bacon, batatas coradas na manteiga com cheiro-verde, ovos recheados de verde e amarelo, maionese tradicional de batatas, saladona mista decorada com pimentões verde e amarelos, salada de milho e ervilha, molho de mostarda, molho rosê, arroz branco, vinagrete de cebola assada com ervas e farofinha. Muita Coca e Guaraná, Skol e Antarctica gelada prá quem gosta.


Então, né... nessas horas eu nem me lembro o que vem a ser colesterol...  kkkkkkk Só não foi melhor prá mim porque gosta dela sangrenta, mal passada e agora não posso, estou me preservando um pouco por causa da falta de imunidade à toxoplasmose.


E quem mais curte isso tudo sem dúvida nenhuma é o Leo, feliz porque não precisou ir prá escola, só não mais feliz porque o papai não veio, ultimamente o trabalho o tem roubado um bom tanto de nós, mas é a vida...


Minha irmã de babá, porque o Leo quer que ela faça tudo com ele, meu cunhado e minha cunhada, crianças pequenas brincando com essas vuvuzelas de som angelical, e eu não quis comprar pro Leo, claro, não sou louca... mas prá isso serve um avô, aquela garrafinha de Coca na ponta da mesa é uma mini-vuvuzela, pois é... e ele trouxe prá casa... então...


Como eram muitas pessoas, fizemos na churrasqueira do prédio, e com TV não dava, então usamos um telão e um projetor. Meu irmão responsável pelo aparato todo.


A churrasqueira fica ao lado do salão de festas e os preguiçosos aproveitaram prá dar uma espreguiçadinha... Leo caindo de sono, sem negociação com essa chupeta e o cheirinho, só queria saber de ficar rolando no sofá.


Esse foi o meu pratinho light, de grávida esbelta gulosa, sabem a história do comer por dois? Ela não existe, mas nessas horas eu uso... kkkkkkkkkk. Eu fui gulosa e fiz um pratão, patinei prá comer, mas que estava bom estava ;oP


E tem gente que nem está grávida e é magra de ruim, no meu pelo menos tinha salada e ela largou lá um tomatinho prá disfarçar... cunhadinha Mariana.


A sobremesa era light, banana assada com açúcar e canela e prá quem gosta sempre tem sorvete junto, mas como tem feito frio, não rolou. Olha lá o Leo alugando a tia Rô de novo.


E você educa seu filho, faz o que pode prá ele ser gente... mas ele tem tios e tios agregados que falam prá ele mostrar a banana prá mamãe tirar foto... gosto muito dessa parte educativa, deliciem-se.


Mamãe... comi tanto que cansei ó...


Ele adora enfiar o dedo no meu umbigo porque sabe que tenho cócegas e se parte de rir junto comigo, meu umbigo é fechadinho, não sai prá fora como a maioria, mas vira um buraco de poço... mas como não fiz linha nigra e nem estrias, nem estou reclamando.

E foi assim a minha sexta, no último jogo contra o Chile meu marido conseguiu vir e assistimos só nos três aqui, eles bagunçando e eu fuxicando.


Muitas flores para enfeitar caixinhas e paninhos ;o) além de lindas, reaproveito todos os meus retalhinhos.


Tradicionais preto e branco, decorados com botõezinhos.


Borboletinhas com pérolas e contas de biju.

Fiz ainda mais algumas coisas mas não deu tempo de separar as fotos e durante a semana eu mostro, sexta tem jogo de novo e aproveito prá terminar o que está começadinho.

Beijos e boa quinta.

10 amigos comentaram, comente também!:

Coelha em Biscuit Country

19:20 Tays Rocha 4 Comments

O fato de eu não poder parar quieta e de querer fazer tudo e abraçar o mundo com as pernas são verdadeiríssimos! Nunca consegui gostar muito do biscuit tradicional, mas quando conheci o biscuit modelado, principalmente o country, meus olhos ganharam um brilho de interesse, do tipo... eu vou fazer! E quando o Quarteto das Artes ainda existia, descobri através da Ana que a Linda Santos daria um curso aqui em Curitiba, na verdade em Colombo, na casa da Andréa Carelli, no início fiquei meio receosa quando vi as peças e pensei {eu, que nunca fiz uma flor de 5 bolinhas começar com essa peça aí? Vou lá passar vergonha e voltar com uma coelha ET, toda torta} mas né... sou macha e não tenho medo de nada repensei {vou sim, paguei, é minha... tortinha ou não, vou fazer essa "tuelha" de vestido sim}. E lá fui eu, sem uma esteca, nada de material de biscuit, eu disse NADA, só mesmo meus pincéis, nacionaizinhos, pobres, mas bem limpinhos. E foi uma tarde muito agradável, a Andréa sempre muito querida, fazendo a gente se sentir em casa, a Linda com peças maravilhosas e talentosíssima, as meninas que estavam fazendo o curso muito bacanas, eu e a Ana totalmente cruas no negócio, mas saiu... gordinha, fofa, e não ficou torta e não ficou ET e eu amei minha cria, porque mãe que é mãe acha tudo lindo, né? heheheheh




Depois de pronta, colei a gorda nessa talha que fiz com a técnica do falso jeans, fundo em Azul Jeans, sombreado com Midnight e pespontado com Mineral, para proteger a peça usei verniz acrílico à base d'água, Deusolivre sujar a minha bichinha. A mãozinha que está sem a flor eu colei errado e ela ficou virada prá cima, do tipo carente pedindo algo, dá um trocado?  educada te oferecendo um aperto de mãos, porque ela é uma lady, mas até esses pequenos erros fazem parte e nem liguei, não adianta tô apaixonada.



Vejam se não é meiguinha e fofa, a orelha é toda furada e depois com tinta imitamos o caseado, essa renda de algodão no pescoço foi ideia muito minha que adoro modificar o projeto do prõximo frufruzar as coisas, leiam perua e eu nem ligo.



Na coelha original também não tinha essa barrinha mais escura, eu que fiz porque achei mais bem acabado legal e adoro me dar trabalho, os strass também colei por conta e a joaninha eu coloquei porque ficou uma marca horrível de unha na flor adoro e não podem faltar nos meus projetos. O casaquinho também foi todo furadinho com boleador e depois feito o caseadinho com tinta, a estampa é carimbo com pintura aquarelada.

Minhas impressões: preciso fazer mais Body Combat e musculação, porque prá quem está acostumada com o peso de 20g dos pincéis, não foi fácil amassar quase 1,5 Kg de massa (sim, vai tudo isso de massa, eu avisei que ela era gorda) e confesso que não achei assim tão difícil, porque não criei o projeto, mas é muito complicado ter a noção de proporção, então pretendo fazer mais vezes e até já falei com a Andréa, em breve farei umas aulas com ela, coisinhas prá outra gordinha que está aqui dentro da minha barriga. Abrir e tingir a massa foi sofrível, à noite dormi à base de Dorflex, os braços, ombros e punhos latejavam e contei com a compreensão do marido dizendo que sou masoquista e ainda pago prá sofrer... Tô nem aí né? Ela ficou lindona, toda pomposa e minha modéstia me impede de falar mais, fiquei orgulhosa de mim... mais uma vontade do meu ego crafter atendida e uma dificuldade superada! E agora estou às voltas com os panos e mosaico, porque o negócio é ocupar a mente com coisas sadias, lindas e criativas e seguir em frente!

Espero que vocês tenham gostado, beijocas de boa semana!

4 amigos comentaram, comente também!:

Projeto Mega Artesanal 2010 - LO Vintage

19:34 Tays Rocha 19 Comments

Depois de dias de correria e de não ter estado lá muito bem, passei prá mostrar prá vocês os detalhes de um dos projetos que enviei prá True Colors, juntamente com materiais da Toke e Crie.

A proposta era na verdade uma peça Vintage, mas como eu optei por fazer um LO do Leo, não consegui entrar totalmente no tema, então ficou com ares vintage digamos assim, sempre acho o estilo meio pesado em se tratando de crianças... mas gostei do resultado final. Alguns sneaks do projeto prá vocês, quem quiser ver ele todinho, não deixe de visitar o stand da True Colors, vocês vão se surpreender.


Essa flor eu fiz utilizando chipboards decorados, como queria tudo com tons de verde, apliquei na flor maior o Floco Color Floresta, um produto novo e muito legal da True Colors que deixa a peça com aspecto aveludado, macia ao toque, a transformação é simples, rápida e imediata, muito fácil de trabalhar com ele. Na moldura da foto, usei papel Metallic pérola, usei furador de borda contínua da TeC e envelheci com PVA Gel Envelhecedor Âmbar, como o papel é todo texturizado, o efeito apareceu bem e ficou lindo e suave. Na toalhinha de papel sob a flor, eu apliquei Spray Colors Ouro, para tirar o branco, queria esse aspecto mais envelhecido e distressei as bordas com carimbeira azul, ressaltando os desenhos em relevo.


Como cantoneira usei um chipboard cru pintado com PVA Azul Cobalto, depois de seco, apliquei Textura Aqua Glitter Ouro e Bit Vitro, na foto está meio esbranquiçado porque ainda não tinha secado completamente, mas fica totalmente incolor.

Nas chaves ou parênteses, como preferirem, também pintei com PVA Azul Cobalto e depois de seco apliquei Textura Aqua Glitter Ouro, não usei Bits aqui. O papel de fundo é um papel da TeC do Kit Chegada do Bebê, trabalhado com arabescos nas laterais e fundo liso, no fundo utilizando um stencil rendado de mandalas, apliquei Spray Colors Ouro, com um papelão rasgado, deixando as ondinhas expostas, apliquei Textura Aqua Metal Cobre e carimbei, fazendo as linhas para o journaling. Tudo simples e bem rápido. Como sempre digo, o processo de criação demora muito mais do que a execução em si. Escrevi com caneta Stabilo azul marinho, palavras pro meu Leo.


Para fazer a moldura, pintei o fundo com Tinta Acrílica Creme, em seguida esponjei com PVA Azul Anil e PVA Castanho, bem diluídos, com auxílio de esponja marinha. Sequei com secador e lixei com lixa P320, deixando o efeito bem irregular, falhado... Para fazer as cantoneiras, apliquei Textura Aqua Metal Cobre com stencil de arabesco, o brilho é incrível, fica lindo e a consistência é muito boa de aplicar, prá vocês que tem medo, não se preocupem, não vaza!

E essas são algumas das partes desse projeto que fiz pro meu pequeno, com todo o carinho do mundo, por ele, pelo meu trabalho, pelas empresas que me apoiam e por vocês que sempre me acompanham em busca de novidades, dúvidas e etc...
Se vocês querem ver o projeto todo, passem lá no stand, vão adorar ver  os trabalhos de todas as meninas do Time Criativo. A Toke e Crie também estará lá com muitos lançamentos, novidades e cursos grátis! Não deixem de prestigiar e aproveitar prá ver coisas lindas.

Meu marido está de beiço ;o( e quer que eu faça outro igual prá deixar aqui, postou até a peça no Orkut dele, porque amou, e prometi que vou começar a fazer mais coisas aqui prá nós. De tudo o que já fiz, senti o apego dele por essa peça... e vou ter que fazer outra igual. Quando fizer, farei um pap bem detalhado e coloco aqui.

Beijos e em breve mais projetos que foram prá Mega ;o)

19 amigos comentaram, comente também!:

O mundo não é maternal

23:45 Tays Rocha 12 Comments

"É bom ter mãe quando se é criança, e também é bom quando se é adulto. Quando se é adolescente a gente pensa que viveria melhor sem ela, mas é um erro de cálculo. Mãe é bom em qualquer idade. Sem ela, ficamos órfãos de tudo, já que o mundo lá fora não é nem um pouco maternal conosco.

O mundo não se importa se estamos desagasalhados e passando fome. Não liga se virarmos a noite na rua, não dá a mínima se estamos acompanhados por maus elementos. O mundo quer defender o seu, não o nosso.

O mundo quer que a gente fique horas no telefone, torrando dinheiro.  Quer que a gente case logo e compre um apartamento que vai nos deixar  endividados por vinte anos. O mundo quer que a gente ande na moda, que a gente  troque de carro, que a gente tenha boa aparência e estoure o cartão de crédito.

Mãe também quer que a gente tenha boa aparência, mas está mais preocupada com o  nosso banho, com os nossos dentes e nossos ouvidos, com a nossa limpeza  interna: não quer que a gente se drogue, que a gente fume, que a gente beba.


O mundo nos olha superficialmente. Não consegue enxergar através. Não detecta nossa tristeza, nosso queixo que treme, nosso abatimento. O mundo quer que sejamos lindos, sarados e vitoriosos para enfeitar ele próprio, como se  fôssemos objetos de decoração do planeta. O mundo não tira nossa febre, não  penteia nosso cabelo, não oferece um pedaço de bolo feito em casa.

O mundo quer nosso voto, mas não quer atender nossas necessidades. O mundo, quando não concorda com a gente, nos pune, nos rotula, nos exclui. O mundo não tem doçura, não tem paciência, não pára para nos ouvir.

O mundo pergunta quantos eletrodomésticos temos em casa e qual é o nosso grau de  instrução, mas não sabe nada dos nossos medos de infância, das nossas notas no colégio, de como foi duro arranjar o primeiro emprego. Para o mundo, quem menos corre, voa. Quem não se comunica se estrumbica. Quem com Ferro fere, com Ferro será ferido. O mundo não quer saber de indivíduos, e sim de slogans e estatísticas. 
Mãe é de outro mundo. É emocionalmente incorreta: exclusivista, parcial, metida, brigona, insistente, dramática, chega a ser até corruptível se oferecermos em troca alguma atenção. Sofre no lugar da gente, se preocupa com detalhes e tenta adivinhar todas as nossas vontades, enquanto que o mundo propriamente dito exige eficiência máxima, seleciona os mais bem-dotados e cobra caro pelo seu tempo.

Mãe é de graça."

Martha Medeiros

Meus irmãos indignados porque eu não tinha tirado fotos de barrigão ainda, tiraram essas fotos na sexta, almoço prá assistir o jogo do Brasil, na verdade já tinha desistido e nem ia, mas eles vieram no intervalo do jogo e me arrastaram prá lá e no final das contas foi bom... Tinha dormido tarde, trabalhando, cansada. Estava desanimada, sonolenta, tinha recém acordado, deixado minha máscara de diva sobre a cama e por isso desculpem o descabelamento, o rosto cansado, mas como diria um grande e querido amigo "é o que temos prá hoje..." 

Recebi esse texto da minha amiga Clau, a eterna titia do Leo e agora da Mariana, obrigada amiga por essa amizade de tantos anos e pelo carinho de sempre, apesar da distância que nos separa, que sempre foi e é o de menos. Adoro tu, sabe disso né?

E prá todos que passam por aqui, um beijo de boa semana ♥

12 amigos comentaram, comente também!:

Caderno de Recordações em Scrapbooking

07:45 Tays Rocha 16 Comments

Fiz esse projeto à pedido de uma amiga, a turminha do filho dela queria fazer uma homenagem à professora, estavam mudando de série e queriam deixar uma recordação, mas que fosse personalizada e também tivesse a carinha de cada um. E então a Polyana me aparece com um monte de folhas desenhadas e feito scrap pelas próprias crianças e mães, me pedindo uma ideia, de como organizar aquele material. Sugeri colar as folhas em colorplus colorido, formando um álbum e em seguida encadernar em colorplus verde musgo, lembrando uma lousa, ou quadro negro, usando espiral preto e na capa muitas cores e o nome da professora, e muitas, muitas fitinhas coloridas para alegrar e destacar o trabalho. Ela adorou a ideia e topou na hora, assim ficou o álbum da Tia Mari...


Super alegre e colorido, com muito brilho e strass nos miolos das flores, botõezinhos e muita fita.


Aqui a minha amiga, Polyana com o Mateus, ela autorizou a publicação da página. Cada página ficou com uma cor de margem, feita com papel Colorplus, cada criança expressou o seu carinho através de desenhos e algumas com recadinhos.


E essa é a página do Luis Felipe, filho da Karen, minha amiga de anos de ensino básico e fundamental do Positivo, nos reencontramos também por conta desse trabalho e foi bom demais, ela foi no aniversário do Leo e ela, eu e a Ana Heloísa, outra grande amiga, conversamos como se tivéssemos ainda em meados dos anos 80/90, parecia que o tempo não tinha passado e rimos tanto, foi tão bom... Agora ao invés das meninas espevitadas que éramos, estávamos lá, mamães cheias de histórias prá contar. Essas são algumas das gratas surpresas que a vida nos traz, fiquei feliz de verdade com esse reencontro.

Adorei fazer esse trabalho, num total de 25 páginas, não publiquei as outras em respeito à privacidade das crianças e mães, sempre que publico algo aqui é porque foi previamente autorizado. E o mais gostoso foi sentir o carinho das crianças pela professora e a forma lúdica, inocente e criativa com que demonstraram isso, em trabalhos como esse, eu aprendo muito e me realizo, por isso e por outros motivos eu amo o que eu faço!

Beijos de bom dia ♥

16 amigos comentaram, comente também!:

Caixas para Bebês em 3D

22:16 Tays Rocha 2 Comments

Coisas prá postar e mostrar aqui é o que não falta, o que falta mesmo é o tempo... Essas duas caixas foram encomendas, à pedido das mamães, lilás e branco, tudo muito feminino e delicado. Elas não possuem divisórias e serão usadas prá colocar fotos, mas podem ser usadas também para medicamentos e outras coisinhas dos bebês.


Esta foi feita com tampa de vidro para proteger o cenário, o tema escolhido foi a bonequinha Nicole, feita em biscuit e com vestidinho de tecido. As flores da tampa também são de biscuit e na lateral da caixa, flores decorativas.


Essa foi feita em Decoupage 3D, achei uma fofa essa ursa de chapéu, a lateral também com flores decorativas.

Eu adoro quando tenho essas encomendas de coisinhas para bebês, é impossível não fazer com carinho e sempre me apaixono pelo resultado. Estou tentando colocar a vida em ordem, mas não tem sido fácil. Essa semana está extremamente corrida prá mim, estou terminando algumas peças que irão prá Mega Artesanal e entregando mostruário prá lojistas daqui,  montando os paps da True Colors e demonstrações de clientes da Toke e Crie, além das minhas alunas que agora resolveram pintar o mundo... heheheh, porque sabem que à partir de agosto vou parar por tempo indeterminado, por isso ando um pouco ausente. De qualquer forma, agradeço o carinho, as visitas, em breve regularizo tudinho.

Beijos e boa quarta ♥

2 amigos comentaram, comente também!:

E não dá vontade de morder? Pezinhos e sapatos fofos.

15:55 Tays Rocha 8 Comments

E hoje no Twitter vendo uma foto dos pezinhos gordinhos, fofos e pretinhos de sujeira do Chicão fofo, filho da minha amiga Lu, me deu saudades dessa foto, uma saudade imensa. Sei que sou uma mãe coruja e babona, mas dá ou não dá vontade de morder?


Aqui o Leo tinha dois meses e dormia no carrinho, era só o que ele fazia... peitão e sono, o dia todo. Lembro que adorava fazer porquinho na sola do pé dele e mordia devagarinho e ele abria a banguelinha, até hoje morre de cócegas, que nem eu. E agora só de pensar que vem outro par de pezinhos gordinhos prá eu fazer porquinho e morder... compensa todos os chutes que venho ganhando, cada dia com mais força e mais reclamona... não gosta do barulho do secador, odiou a ida ao dentista, não gosta que eu namore com o pai dela, reclama até o último segundo de todas essas coisas, detesta sons altos em geral, revira... O Leo era mais quieto e comportado, só não gostava mesmo do secador, de resto podia cair o mundo que ele não estava nem aí e mexia muito menos também, ela saracoteia o dia todo.

E inspirada nos pezinhos, coisinhas fofas, de encher os olhos... tô amando isso de ser mãe de menina, fru-frus sem moderação, adoro.




Esses sapatinhos fofos são daqui.




Esses são de couro, pintados à mão, daqui.


Um Dior é sempre um Dior, daqui. Me lembra as sapatilhas de ballet, tomara que a Mariana queira fazer ballet, pensa que fofa ;o) 


Eu adoro esses em crochet também, adorei o colorido, são daqui.

Pura delicadeza em tom pastel, daqui.


Um tênis super fashion, de bolinhas que eu amo ;o)

Amei esse de moranguinhos todo bordado de flores brancas.


E não podia faltar uma sandália né? Adoro, zebra, toda perua...

Prometo que em breve trago algumas coisa pros meninos também, me empolguei estou na minha fase rosa, pink, flores e fru-frus... hehehehe.

Beijos e boa semana!

8 amigos comentaram, comente também!:

Caixa-livro Casamento em Scrap Decor - Tema Flores Retrô

00:36 Tays Rocha 4 Comments

Eu sei que vocês estão esperando o pap do quadro em Arte Francesa, essa semana sem falta ele sai, aguentem aí, recebi recadinhos, e-mails e pedidos via Twitter, mas queria antes zerar algumas pendências. Hoje em meio a vuvuzelas e jogo do Brasil me organizei e terminei mais uma caixa casamento em scrap decor, lembram que tinha feito uma em preto e branco? Essa resolvi mudar e fazer sépia, gostei da combinação e do resultado, amo esse estilo retrô, vintage, meio envelhecido. Meu marido também gostou, mas disse que não ia nem olhar porque já sabia que não ia ficar aqui em casa mesmo, é encomenda de mostruário prá lojista ;o( Um dia meus cartões hão de sair da caixa de sapatos, enquanto isso vou espalhando minha cara pela cidade... heheheheh.


Pintei a caixa com PVA marrom-café, compus a base, o fundo da caixa com papéis da linha Básica na cor Café colados com fita dupla-face; na parte inferior renda de algodão, fita e passamanaria colados com cola em fita.


Na parte inferior que imitam as folhas do livro pintei com tinta acrílica dourada.



Na moldura apliquei papel puro glitter dourado, na lateral fiz um embellishment utilizando chipboard cru e Bit Color, o passo-a-passo está aqui. O arabesco verde também é chipboard cru pintado com tinta metálica verde. Para fazer a flor maior utilizei os papéis da linha básica vermelho, furei as flores com Furador Max margarida, apliquei almofada para carimbo marrom, para dar um efeito envelhecido e melhorar o acabamento. Colei com fita-banana dupla, a flor menor é uma flor pronta da cartela Adesivo Chipboard Moldura Flores Retrô.



Na parte de cima, usei o adesivo da mesma cartela e fiz acabamento com a fita de cetim, no meio dele apliquei com fita-banana o papel carimbado com a frase Be Mine e feito emboss cobre, utilizando pigmento e aquecedor. Embaixo da foto usei uma folha simples de agenda rasgada e fiz um tapete rasgando as bordas e amassando papel da linha básica erva-doce.

Espero que vocês tenham gostado, eu adorei o resultado e confesso que estou com pena de entregar ;o( mas é assim mesmo, cada trabalho prá mim é um filho e morro de ciúmes... kkkkkkkkkkk.

Beijos e boa quarta!

4 amigos comentaram, comente também!:

Valorizando os Chipboards - Dica Time Criativo True Colors

00:35 Tays Rocha 16 Comments

Depois de um dia meio assim, preguiçoso... porque não sei vocês, mas essa história de jogo acaba com minha tarde, eu paro e depois não consigo pegar o ritmo novamente, não engrena... affff que sacrifício fazer algo produtivo. Só que eu estou ficando levemente apavoradinha porque a Mega está aí e a True Colors estará lá com um stand lindooooooooo e eu tenho peças prá mandar, tenho que mandar umas coisas prá Toke e Crie também, um projeto prá um amigo de SP da TeC que prometi, fora as minhas demonstrações e encomendas de lojistas e particulares. Preocupada quem? Eu? Quase nada... kkkkkkkkkkk, o negócio é esse, rir sempre, já que o que não tem remédio, remediado está. E no meio disso tudo tem minha casa, quarto e chá de bebê da Mariana que ainda nem comecei a ver... aiai, mas prá tudo dá-se um jeito, né? Apesar da preguiça, sou disciplinada, quem trabalha em casa sem chefe nem horário tem que ser, senão vira festa. Terminei uma caixa-livro novamente com o tema casamento, só que dessa vez em sépia, motivo de flores retrô. Um dos embellishments que usei nela foi um chipboard customizado e divido o passo-a-passo com vocês. 


Eu adoro trabalhar com chipboards, mas desde que a TeC lançou as cartelas com chipboard crus em motivos variados e lindos, nunca mais olhei os prontos com os mesmos olhos, por um motivo bem simples: que esses me permitem criar! Eu gosto do processo mais artesanal possível; tá... assumo que gosto de inventar moda, ser diferente... rsrsrsr. Se eu posso fazer algo exclusivo, diferenciado, com a minha cara, não tem porque fazer tudo igual a todo mundo né? Sou excêntrica e exibida mesmo... As possibilidades de customização são muitas, desde as mais simples que são colar papel ou tecido, mas hoje eu trouxe uma dica de como customizar com Bit Colors. 


Usei Tinta Acrílica Laca Vermelha, Textura Aqua Glitter Ouro, Bit Color Pink Cereja e Spray Colors Ouro Rico. Na verdade tudo muito simples e fácil.


Primeiro pintei com Tinta Acrílica Laca Vermelha apenas para dar fundo, porque sempre fica um ou outro espaço sem aderir alguma bolinha de bit, dessa forma não fica com falhas evidentes, antes retirei as rebarbas com lixa fininha.


Depois de bem seco apliquei com pincel mesmo (preguiça de ir no atelier buscar a espátula... rs) a Textura Aqua Glitter Ouro, lembram dela? Fica com acabamento transparente e com alguns toques bem sutis de glitter, efeito lindo e delicado!


Depois de aplicada a textura, despejei sobre ela o Bit Colors Pink Cereja, coloquei uma quantidade generosa prá que cobrisse bem, toda a sobra da bandeja é reaproveitada depois, desperdício zero!


Depois de seco e pronto, eu quis dar um toque diferente, porque a peça que eu estava montando tinha muito dourado, marrom e um estilo mais envelhecido, borrifei Spray Colors Ouro Rico.


Aqui o detalhe dele prontinho, ficou com um leve brilho perolado, alguns pontinhos de glitter dourado, com cara de envelhecido, exatamente como eu queria. Adorei o resultado e esse é um casamento que com certeza celebrarei mais vezes, porque é lindo, fácil, gasta pouco produto e fica bem personalizado!


Aqui um sneak da caixa em scrap decor prá vocês, vejam o chipboard com o Bit Colors aplicado na caixa. O arabesco verde também é chipboard cru, da mesma cartela, apenas pintado com PVA Metal Verde Cromo, linda cor né? Estou apaixonada por tantas possibilidades em coordenar os papéis, tintas e auxiliares.


Aqui uma outra dica, sabe aquelas agendas que a gente ganha de brinde ou mesmo que a gente compra jurando que será uma pessoa organizada e fica em branco? Não as jogue fora, eu guardo tudo, usei a folha com a data 21 de abril que foi a data do meu casamento, apenas rasguei e borrifei com Spray Colors Vermelho, do outro lado colei a parte da encadernação. Eu adoro esses reaproveitamentos e customizações, fica aí a dica prá vocês ;o)

Se quiserem ver a caixa pronta, e o projeto detalhado acessem o blog da TeC.

Eu sempre procuro colocar aqui técnicas fáceis, baratas e de aplicação bem ampla e espero que esteja sendo útil à vocês, inclusive percebam que esse chipboard é uma parte da moldura que utilizamos prá fazer o efeito máscara e customizar seu background, por isso ele estava respingado de vermelho, reaproveitamento total! Se vocês não lembram vejam aqui.

Tenho mais coisas novas prá mostrar, mas indo devagar, a coluna tem reclamado do peso do barrigão, essa semana comprei uma faixa elástica para gestante, prá sustentar melhor a minha lombar que tem me incomodado, então um dia de cada vez. Estou apenas entregando algumas encomendas, encerrando pendências e por hora vou ficar somente com as demonstrações da TeC, nossos paps da True Colors e aula só uma vez por semana. E com esse friozinho ando mesmo mais dengosa e querendo mais é hibernar com a minha cria, estou aproveitando a minha fase... rsrsrs. 

Beijocas ♥
Beijocas preguiçosas!

16 amigos comentaram, comente também!:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...