quarta-feira, 29 de abril de 2009

Cartão Vintage/Retrô em scrapbooking

Temos recebido vários e-mails de pessoas que gostariam de sugestões sobre técnicas e modelos de peças, utilizando nossos papéis, furadores, adesivos, etc... aos poucos vamos colocando prá vocês o que temos feito. Sexta e sábado passado estive na Daiara Artes, conversando com clientes, fazendo demonstração de utilização dos furadores, tanto da nossa linha tradicional que a maioria já conhece, como das nossas linhas novas dos furadores de borda contínua e das cantoneiras, foi muito legal porque pude perceber a boa aceitação desses produtos e também esclarecer diversas dúvidas sobre utilização e conservação. Para ilustrar a utilização dos furadores, fiz alguns cartões como sugestão para o Dia das Mães que está próximo, mas que na verdade, podem ser adaptados à qualquer ocasião. Espero que seja útil prá vocês, que de alguma forma sirva de ideia e inspiração, em especial prá nossa amiga Márcia de Goiânia, que também é instrutora e queria umas idéias, taí amiga!




Eu sou meio suspeita prá falar, porque sou apaixonada por este estilo antigo, um pouco envelhecido, onde trabalhamos o desgaste e técnicas de envelhecimento, mas sempre com um toque de romantismo. Esse projeto é criação minha, nele utilizei vários furadores, papel para scrap dupla-face, fita de tecido, furador borda contínua e cantoneira.

Para a estrutura de fundo do cartão utilizei papel para scrap dupla-face, passei a carimbeira marrom nas beiradas para dar acabamento, com o boleador n1 vinquei o meio e dobrei. Na parte de cima, cortei com a guilhotina uma uma faixa bordô de papel dupla-face e sobre ela colei a fita de tecido com cola. Depois de pronta, colei essa faixinha no cartão com fita dupla-face e acertei os cantinhos. Na parte de baixo, cortei uma faixa verde, amassei bem o papel e depois de desamassado, passei sobre ele uma lixa fina e em seguida manchei com a carimbeira, colei no cartão com fita dupla-face, sobre ele fiz o rendado, recortei a borda de corações no furador de borda contínua e colei sobre ela com pouca cola. Para fazer a flor da frente, utilizei os furadores de coração em dois tamanhos, gigante e jumbo, passei a carimbeira marrom em toda a volta, para dar um acabamento sombreado, no meio de cada coração fiz um vinco com boleador n1 e dobrei ao meio, levemente, colando um sobre o outro, com uma gota de cola somente na ponta. Posicionei os quatro corações no cartão, sobre a faixa verde, formando a flor, colei com cola. No miolo cortei uma flor jumbo, no meio dela, colei um círculo regular, passei a carimbeira e colei com fita-banana sobre os corações, finalizando a parte da frente do cartão.



Na parte de dentro, apenas cortei um retângulo do papel de scrap dupla-face e fiz o acabamento nos cantos utilizando o furador de cantoneira, passei carimbeira ao redor do recorte. Com o furador max alavanca multi-tags cortei as tags, passei carimbeira e colei uma sobre a outra, dentro delas, dois corações do furador regular, tudo colado com cola. Amarrei fio de bordar marrom e colei a tag no cartão.

Beijos ♥

Cartões artesanais em scrapbooking

Estou colocando aqui mais umas sugestões prá vocês. Resolvi fazer esse cartão para demonstrar a utilização do furador quadrado, já ouvi várias vezes as pessoas dizerem que não conseguem entender a utilidade dele, que quadrado dá prá cortar na mão... ele é muito útil sim senhoras! heheheheeh. Em primeiro lugar porque se você quer um quadrado perfeito, poderá cortá-lo em 2s com o furador, ou em 2 min medindo com a régua e cortando com tesoura e lamento informar-lhes que nem assim ficará perfeito. E digamos que você receba uma encomenda de 50 cartões destes, vai cortar tudinho na mão? Acho que não né?

Então... cortei os quadrados com o furador, sobrepus dois embaixo de cada florzinha, na palavra LOVE também, serviu tanto prá cortar as letras que são do papel dupla face com glitter, como prá cortar a moldurinha que vai embaixo de cada letra. A florzinha fiz com dois tamanhos de furador de margarida, que é um dos que eu mais uso, tudo finalizado com carimbeira marrom.




Este cartão é um modelinho diferente, um envelopinho semi-aberto, e o cartão na verdade é a tag, que fica solta. Utilizei cores mais vivas, porque temos também as mamães modernas e as peruas também... ahahahah. Temos que agradar à todas... Esse cartão é fácil de fazer e o efeito é bem legal, deve ser feito com papel dupla face porque o fundo aparece e assim o acabamento fica melhor. Na demonstração várias pessoas me perguntaram sobre esse papel, acharam lindo o brilho das flores, acharam que era relevo, tinta dimensional, na verdade essa é a nossa linha de papéis dupla face para scrap com glitter, eles já vêm assim, são lindos e os modelos e temas são bem variados. Uitlizei nele furadores de flor em dois tamanhos, jumbo e regular e o miolo eu fiz com o furador de círculo 1/8, neste projeto utilizei carimbeira pink, fita de tecido e aplique metálico (bailarina) Círculo Misto IV 7242.





Detalhe do cartão em forma de tag, os costuradinhos fiz com marcador permanente preto.




Este cartão é um modelinho fácil e rápido de fazer, a base dele fiz com papel Vergè, cortei um retângulo do papel rosa manchado, apliquei carimbeira bordô, com o carimbo de silicone Bordas e a carimbeira marrom carimbei as bolinhas ao redor. As borboletas eu recortei do papel para scrap com glitter, a faixa azul é papel dupla face para scrap, para dar um charminho transpassei nela fio de bordar pink e dei acabamento com as fitinhas em tecido. Todos gostaram muito desse modelinho, principalmente as menininhas que iam com as mães, tive até que dar umas borboletinhas prá uma delas... hehehehe.



Beijos ♥

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Porta-fotos Outono em Scrap Decor

Este porta-fotos em scrap decor foi a peça que fiz para a Creare, a idéia original é do Hélvio Mendonça, eu fiz uma adaptação do projeto dele, utilizei o tema outono, para demonstrar a utilização dos furadores de folhas. Nessa peça utilizei PVA tijolo por dentro e embaixo da caixa, essas áreas pintadas finalizei com verniz acrílico para dar acabamento, tesoura Arte & Hobby 7246 (TA017), guilhotina para cortar os papéis, fita dupla-face, fita-banana (adesivada, espuma dupla-face) 1863 (FAD01), papéis para scrapbook dupla face (fitas entrelaçadas, flor de Liz, flores mescladas, pátina amarela, pátina bordô, pátina creme),  furadores jumbo ( folha, folha de uva, folhaII, folha inverno), furador regular (ramo), almofada para carimbos (carimbeira) marrom, marcador permanente (caneta) marrom, fitinhas de tecido (presponto verde e verde musgo com bolinhas),  chipboard alfabeto 7304, aquecedor (projetor a quente) para emboss, pó para emboss (pigmento para alto relevo) cobre, pinça de precisão, lixa P320, verniz acrílico.



A confecção da caixa em si não é difícil, mas é uma peça trabalhosa devido a tantos detalhes; a parte inferior foi revestida com papel para scrapbook com glitter Folhas de outono com arabescos 7156, (colei com fita dupla-face) esta folha na verdade, não tem as faixas verdes, eu as coloquei depois, foram cortadas do papel para scrapbook dupla-face oriental 6380 (verso), coladas também com fita dupla-face. A tampa foi forrada da mesma forma, com os papéis para scrapbook dupla-face da linha pátina, nas laterais utilizei o pátina bordô, na parte superior da tampa, como fundo, utilizei o pátina creme e na placa de fotos, utilizei o pátina amarela. Fiz o acabamento das quinas da caixa, colando a fita de tecido com cola para scrapbook acid-free.


Na placa superior, utilizei a fita de tecido e as letras do alfabeto em chipboard, que se vcs clicarem aqui, perceberão que ele é todo coloridinho, mas fiz a técnica de emboss nele (em breve, passo-a-passo), utilizando a almofada para carimbo, o pigmento para relevo (pó) cobre e o aquecedor (projetor à quente), esta é mais uma dica prá você que tem aquelas sobras de alfabeto em chipboard, que nada combina com nada... pode ser customizado.
E a parte mais trabalhosinha, mas mais legal, que realmente dá o efeito à peça: as folhinhas! Sentem, respirem fundo e... furem muitas folhinhas, muitas mesmo! Variando as cores e os formatos, faça todos os modelos em várias cores. Para dar acabamento eu passei a carimbeira em todas, para dar um ar envelhecido, sombreado e com o marcador permanente, com a ponta fina, desenhei as nervuras das folhinhas. Depois é só ir colando as folhas, sobrepondo umas às outras, formando um "tapete" de folhas, utilizem o mínimo de cola possível, excessos comprometem o resultado do trabalho. O único cuidado que tive aqui, é que a folha de inverno é o mesmo formato das folhas que estão na parte inferior do papel, então cortei essas folhas no papel pátina bordô que tinha tons semelhantes e deixei separadas, eu finalizei a caixa colando-as espalhadas pela tampa com fita-banana. 

Detalhes da tampa


Fica aí mais uma dica e sugestão, espero que tenham gostado.

Beijos de boa semana ♥

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Porta-jóias orquídeas - Decoupage 3D

Este porta-jóias em decoupage 3D foi a peça que fiz para o Armarinhos Switta, desde que vi esse papel me apaixonei porque amo orquídeas, são a minha paixão. Nessa peça utilizei PVA pérola, PVA preto, papel para decoupage Flores com Moldura 7426 (DFG378N) by Mamiko,  boleadores 16 e 18 mm 6204 (AR007), tesoura Arte & Hobby 7246 (TA017), cola spray decoupage 250 mL 7001 (CO002), fita-banana (adesivada, espuma dupla-face) 1863 (FAD01), lixa P320, silicone, verniz acrílico, dimensional incolor (gotinhas).



Para colar a lâmina sobre o MDF, usei a cola spray para decoupage e a primeira camada colei com fita-banana, o processo é mais simples, rápido e a base ganha uma sustentação melhor; assim como no quadro de tigre, nas camadas em que eu quis dar um certo "movimento", nas folhas e flores por exemplo, utilizei silicone. Para que as folhas e flores ganhem esse aspecto ondulado, que lhes conferem um ar de leveza e movimentação, é necessário o uso do boleador. A técnica consiste em fazer movimentos circulares no avesso da figura, que deve estar apoiada em uma superfície macia, como um paninho ou tecido dobrado várias vezes. Nesta foto, os detalhes da sobreposição. 





Nesse caso, usei boleador para arredondar e dar volume às flores e folhas e com um palito de churrasco, enrolei as pontas das pétalas, para que ficassem viradinhas prá cima, na colagem da orquídea rosa, que é a flor principal, separei as pétalas e remontei a flor, colando uma a uma separadamente, deixando o centro mais pressionado e as bordas das pétalas mais levantadinhas.

Na lateral do porta-jóias colei as barrinhas com a cola spray, e com pedacinhos da barrinha que sobrou cortei as cantoneiras que usei nas gavetinhas e na tampa. Ao redor da barrinha, fiz um acabamento com bolinhas pretas, uma "continuação" do rendado da figura, utilizei o próprio boleador para fazê-las. Adorei fazer esta peça, espero que tenham gostado, aproveitem essa mesma idéia variando os papéis, as opções estão belíssimas! 

Beijos ♥

terça-feira, 21 de abril de 2009

Porque oito anos não são oito meses

Hoje é um dia especial prá nós, especial não apenas pela lembrança que a data nos traz, porque como sempre conversamos, especial todos os dias são, estamos completando 8 anos de casados, como diz você, 8 anos de digamos... "amor consentido" (sabe, não posso escrever bobagens aqui... kkkkkkkk), mas na verdade é muito mais que isso. Fazendo um apanhado geral são 17 anos de uma linda história, que começou com uma amizade fraternal, no sentido da palavra, lembro com carinho das idas pro Positivo da Ângelo, depois pro Terceirão, à pé, 6:30h da manhã, termômetro marcando 2º, e das voltas, onde eu sempre me assustava com os latidos do cachorro infame no mesmo lugar e vc sabia que eu ia me assustar e ficava esperando só prá rir da minha cara, da minha distração diária (mauzinho, coisa feia). Foram tantos bons momentos juntos, de amizade, de cumplicidade, tantos risos, alguns sustos e lágrimas, até que vc me diz que vai embora e eu senti um pedaço de mim arrancado, como assim, meu melhor amigo indo embora? e eu ia importunar quem? ia passear com quem na Rua XV sábado de manhã? E depois de um certo tempo eu te escrevi a carta (nem era e-mail ainda, estamos ficando velhos), a carta mal-interpretada (não ouse negar) e depois disso.... o beijo que eu te roubei (como vc era tímido...) as idas e vindas prá Curitiba, religiosamente, todos os finais de semana, aguardando pacientemente que eu terminasse a faculdade, quando me lembro disso, tenho comigo a medida exata do seu amor por mim, 4 anos cansativos, dispendiosos, de uma longa espera, que parecia não ter mais fim. E enfim, dia 21/04/2001 com as bênçãos de Deus, da família e dos amigos, nos unimos.



Lembro como se fosse hoje e tenho certeza que vc também, da reforma da nossa primeira casa, sem sofá por um bom tempo, mas havia tanto amor que isso era o que menos importava, lembro de como trabalhamos e aos poucos fomos conquistando juntos tudo o que temos, do seu esforço trabalhando o dia todo e chegando tarde da noite prá conseguir terminar a faculdade, enfim, foram tantas conquistas e também tantas perdas. Perdas dolorosas, que por vezes nos fizeram duvidar que conseguiríamos recomeçar tudo outra vez, que nos fizeram também duvidar que seríamos pai e mãe, mas que juntos, conseguimos superar e manter a esperança de realizar esse e outros sonhos, que vieram, porque sonhamos juntos. Depois a volta prá cá, a readaptação, tantas dúvidas, medos e ansiedade, e devagar as coisas vão se encaixando novamente, tudo no seu devido lugar. Você me deu o presente mais valioso que a vida poderia me oferecer, nosso Leo, que agora já é um mocinho, bebezão crescido... E quando digo que 8 anos não são 8 meses é porque é exatamente assim que sinto às vezes, parece que foi ontem, parece que fazem meses apenas, quando na verdade um bom pedaço de vida já foi vivido.
E depois de tanto tempo juntos, nós já dispensamos palavras, nos entendemos pelo olhar, aprendemos a nos respeitar, respeitar manias e defeitos, gênios insuportavelmente fortes juntos, só assim daria certo... aprendi a ser tolerante com as portas dos armários abertas, com o amor pelo futebol, com a cama mal-arrumada, com a sua mania de nunca achar as coisas onde eu digo que estão e vc aprendeu a ser tolerante com a margarina aberta todos os dias fora da geladeira, com meu gênio imediatista e teimoso (eu quero, mas tem que ser já... rsrsrsrs), com as horas que passo no pc e com os cômodos da casa que tomei prá mim. Em contrapartida, te agradeço pela paciência comigo, por desconsiderar meus rompantes quando estou digamos assim... brava, nervosa, irritada... rs, pelo apoio que dá ao meu trabalho, pacientemente comprando guardanapos, tintas e madeira comigo, tirando o dia prá me levar fazer o que preciso, levando minhas encomendas, indo ao Correio, buscando meus pedidos, por vezes, me ajudando a bancar $$ meus gastos, obrigada por ser sempre companheiro e pelo tanto que tem me ajudado com a casa e com a educação e distração do Leo. Me orgulho de ter você, de ter me casado com você, pela pessoa íntegra, honesta e batalhadora que é, sempre pensando no melhor prá nós três, em nos ver felizes. Você é um pai exemplar, como pouquíssimos que vejo à minha volta e isso só faz com que eu te admire, respeite e te ame ainda mais. Obrigada por todos estes anos ao meu lado, pela família que construímos, pelo nosso lar, pela vida que temos, pelas declarações diárias do seu amor por nós. No que dependa de mim, essa data se repetirá ainda muitas vezes, comemorando cada vitória, cada passo em frente, superando cada crise, cada adversidade, pois é isso que nos fortalece e nos une ainda mais e a cada tropeço, a cada tombo, levantamos ainda mais fortes, com as mãos ainda mais unidas. E dizem que Deus escreve certo por linhas tortas, não... Ele escreve certo por linhas certas, com a letra certa, basta querer ler o que está escrito, e agradeço à Ele por ter me dado você de presente, e através de você, o Leo. Te amo muito, com a mesma disposição, coragem e intensidade do início, a cada dia que passa tenho certeza que realizaremos juntos nossos sonhos e seremos ainda mais felizes, na verdade é a minha maior certeza, dentre tantas dúvidas.

"Eu não existo sem você

Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos

Me encaminham prá você

Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim

Eu não existo sem você"

Beijos ♥

domingo, 19 de abril de 2009

Quadro Tigre em Arte Francesa

Fiz este quadro em Arte Francesa, foi a demonstração do mês de março para a Artezano, nele utilizei 5 lâminas de papel para Arte Francesa 25 x 37 cm - Tigre 7509 (PAF039), boleadores 16 e 18 mm 6204 (AR007), tesoura Arte & Hobby 7246 (TA017), cola spray decoupage 250 mL 7001 (CO002), fita-banana (adesivada, espuma dupla-face) 1863 (FAD01), moldura em MDF, PVA branco, PVA chocolate, lixa P320, silicone, verniz acrílico, dimensional incolor (olhos).




Para colar a lâmina sobre o MDF, usei a cola spray para decoupage e nas três primeiras camadas, colei com fita-banana, o processo é mais simples, rápido e as lâminas ganham uma sustentação melhor; as camadas em que eu quis dar um certo "movimento", nas folhas por exemplo, utilizei silicone. Para que as folhas ganhem esse aspecto ondulado, que lhes conferem um ar de leveza e movimentação, é necessário o uso do boleador. A técnica consiste em fazer movimentos circulares no avesso da figura, que deve estar apoiada em uma superfície macia, como um paninho ou tecido dobrado várias vezes. Nesta foto, os detalhes da sobreposição.



Espero que tenham gostado e aproveitem a ideia! Se tiverem alguma dúvida, podem colocar aqui mesmo nos comentários que terei o maior prazer em responder. 

Beijos e um ótimo feriado ♥

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Páscoa, festas, aniversários, selinhos e muito mais ;oP

Preparem-se é um testamento!

Esse mês de abril está assim, corrido, voando... tenho trabalhado um montão, por conta da Páscoa, exposições, projetos para a Toke e Crie, estou com a minha cabeça borbulhando de idéias, mas infelizmente ainda sem conseguir executar e colocar em prática. Além de tudo isso, festas, festas e mais festas... heheheh. Esse final de semana que passou fui no casamento da Fabi, estava tudo tão lindo e perfeito, ela estava tão linda, feliz e radiante, me emocionei tanto nesse casamento, principalmente quando a chorona em lágrimas, no meio da cerimônia vira prá nós e diz (chorando) - Não chorem... E foi uma choradeira só, impossível não se emocionar diante das lindas palavras ditas na cerimônia, instintivamente lembrei de quando eu casei, tantos sonhos, expectativas... e num piscar de olhos, dia 21/04 serão 8 anos que se passaram, tão depressa quanto 8 meses, parece que foi ontem.
Esse ano tivemos uma Páscoa diferente, sozinhos, só mesmo com a intenção de descansar, sem orgias gastronômicas e num apanhado geral do feriado, dormi um monte, na tentativa de restabelecer minhas energias e minha serenidade mental, até que consegui, mais ou menos, mas tá bom, vamos indo...


Esse mês é um mês cheio de aniversários, dia 13/04 foi aniversário do meu irmão e também da Fabi (olha, vou contar prá vcs, já vi gente gostar de festa, mas igual esta menina, tá prá nascer, casou no sábado e fez festa de níver na segunda, dispostaaaaaaaaa).


Hoje 16/04 é aniversário do meu pai, acabei de chegar de lá, comemoramos, comemos bolo e demos de presente o que ele adora: tranqueiras do Botafogo, uma caneca cheia de guloseimas e bombons (amigo da Clau, sabem?) e o Botafogo o presenteou perdendo nos pênaltis tsctsctsctsc....


 E voltamos de lá com mais uma cesta de Páscoa entupida de ovos, jujubas, gominhas, balas, pirulitos, porque eles ainda não haviam deixado o presente de Páscoa do Leo, acho que teremos chocolates até o Natal. Falando em Leo, meu lindinho, hoje fui ao salão escovar as ruivas madeixas (e rebeldes diga-se de passagem) e fazer as unhas, foi comigo e quis cortar o cabelo, tá curtinho, muito fofo. Enquanto fazia as unhas ele disse prá Mara: está ficando lindo a unha da mamãe, vc está pintando de vermelho? pq? não tem verde do Coxa? Aiai... pula... meu marido vibra... dúvidas? E agora ele canta um bom pedaço do hino nacional, inclusive melhor do que os jogadores que passam na TV, fingindo que sabem a letra, sabe todas, eu disse TODAS as músicas do Coxa, inclusive o hino, canta o dia todo e tem só 3 aninhos, que serão completados amanhã.


 Amanhã seguramente será um dia especial prá mim, além do casamento do meu irmão (uhuuuuuuuuuu, quero sobrinhos), é aniversário do Leo, há 3 anos atrás minha vida ganhou um novo sentido, um novo ânimo, uma nova ótica. Agradeço a Deus todas as noites e manhãs, por ter me permitido ser mãe, quando honestamente eu já achava que não conseguiria e diante das perdas que tive, não estava mais disposta a tentar. Não sei se serei novamente, porque continuo não sabendo se poderei e na verdade nem sei se quero mais, só sei que a presença dele enche essa casa de luz, alegria e sorrisos, gargalhadas, quantas gargalhadas... e sou uma mãe bacana e desencanada, pulamos na cama, jogamos futebol no corredor, brincamos na horta e no jardim, colamos adesivos na tampa do baú, fazemos cabana de cobertores na sala, que às vezes se transforma em barco, às vezes em nave espacial, brincamos de pega-pega e de esconde-esconde atrás da cortina, desenhamos e pintamos muito juntos, fazemos suco, bolo e pipoca, assistimos Backyardigans, Pinky Dink Doo, Thomas e seus amigos, Lazytown, Bob o Construtor e cantamos todas as musiquinhas juntos. Não tenham dúvidas que também tem muito choro, birra, beiço, sapateado, alguns berros (minha paciência é moderada) e alguns tapas na bunda, que ajudam e muito a colocar as coisas no devido lugar, ok, podem mandar me prender, eu tomei alguns muitos tapas na bunda e estou aqui, linda e ruiva, sem traumas, educadinha que só vendo... nem morri.

E os dias vão passando e ele vai crescendo e eu... só corujando... hehehehehe. Tudo o que eu achava que era importante e que amava na vida tornou-se ínfimo quando em 17/04/2006 às 19:55h ele foi colocado sobre o meu peito e eu pude vê-lo pela primeira vez, todo amassadinho, aos berros e depois quietinho... foi sem sombra de dúvida, o momento mais feliz, marcante da minha vida, uma emoção indescritível que só mesmo quem passa prá saber, não há nada semelhante no mundo. Afe.. que me excedi... será? eu? falei demais? kkkkkkkkkkkkkkkk

Ainda falta, calma... preciso contar que ganhei mais um selinho "Somos mulheres bem resolvidas", da minha amiga e japonesinha fofa Dani Fumie, agradeço de coração o carinho e a lembrança.

Sobre este selo... adorei, sou mesmo bem resolvida, posso ser ansiosa, nervosa e ciumenta, mas não sou insegura, indecisa e medrosa.... kkkkkkkkkkk. Sei bem o que quero, prá onde estou indo e se tenho que fazer algo, faço, com classe é claro, sempre... kkkkkkkkkkkkkkkk. Segundo a regra tenho que indicar umas coleguinhas que mereçam o selo, então aí vai...

- Fabiana Potenza (a noiva do ano, linda, vitaminada, poderosa, gostosa, fofa e amigona)
- Titia Clau do Leo (já sei que já ganhou, mas merece de novo, fica com dois ué!)
- Taninha (bem resolvida, em dupla então, somos resolvidíssimas... kkkkkkkkkkkkkk)
- Marcia (mulher chique, da Ilha de Caras, estilosa e resolvidíssima)
- Teca (uma amiga querida, linda e que nem parece vovó-coruja do Eduardo)

E por enquanto é só, amanhã cedinho saio viajar, vou prá Guarapuava, rever minha família e amigos, minha cidade, quanta saudades.... e à partir de quarta-feira estarei por aqui, firme e forte, cheia de novidades ;oP
Desejo um bom feriado à todos.

Beijocas ♥

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Vlady na Creare - 28/03/09

Pensaram que tinha acabado, né? Negativo... dia 27/03 eu fiz curso e dia 28/03 eu trabalhei de auxiliar, super-séria, sem gargalhadas, sem turma do fundão kkkkkkkkkk. Vou aproveitar e contar um "causo" como diz minha amiga Clau... Fui trabalhar de auxiliar nesse curso no período da tarde, podre de chique, nunca fui dar aula tão estilosa, toda de preto (um calor torrencial), calça social, blusa de passear e salto 12 (quase morri) kkkkkkkkkkkk, disse pro Vlady que era prá estar à altura da aula dele heheheh. Explico o causo... era madrinha de casamento no civil da minha amiga Fabi (inclusive sábado tem festão em grande estilo uhuuuuuu) a ocasião e os noivos mereciam uma produção, né? Só que o casamento era 11:15h ou seja, entre a Feira do Livro do Leo e o curso do Vlady, resultado... Passei o dia todo elegante e com dor no pé, cheguei em casa às 21:00h, moíiiiiiida, tadinho do meus pés... Mas tudo tem seu lado bom, eu era a mãe mais elegante da feira do livro e aposto que o Vlady nunca teve uma auxiliar tão perua... kkkkkkkkkkkkkkkkkk, me aguentem....

Aqui estamos nós, Ivana, a proprietária da Creare, Vlady e eu. A Taninha e a Rê também trabalharam no dia anterior, daqui a pouco aparecem mais fotos delas por aí ;o)



Aqui o Vlady estava ensinando o modo certo de colar as pecinhas prá fazer a montagem, meninas super-sérias prestando atenção.



Na mesa ao lado também, todo mundo trabalhando, concentrado.



Aqui as gravidinhas, fazendo os quadrinhos dos babys.



Estes quadrinhos foram outras duas opções de cenários que o Vlady nos trouxe, nos mostrou como a técnica pode ser versátil, como aceita variações de temas, modelos e cores.



Todo mundo feliz de quadrinho pronto, Sara e a mamãe dela e a Sonia.



Aqui a Lilian, a Marilise, e a mãe da Sara.



Turminha toda reunida, com os projetos terminados e lindinhos. É muito bom fazer parte da realização, da satisfação das pessoas de terem em mãos um trabalho concluido e lindo! E agradeço a oportunidade que me foi dada pela Rê quando me escolheu, pela Toke que tem nos oferecido e valorizado tanto, pela Ivana que sempre me recebe com carinho, de portas abertas e incentiva meu trabalho e pelo Vlady que me permitiu essa experiência boa de trabalhar algumas horas ao lado dele e aprender um pouquinho mais. E é claro a Taninha, que tem sido uma grande amiga, esclarecedora de dúvidas ambulante e fiel escudeira, parecíamos duas matracas dentro do avião, teve um cidadão que retirou-se do nosso lado no voo de volta, não sei porque... hahahahahahah



Eu e a Sarinha, prá quem não a conhece, é do nosso grupo Scrap Curitiba (que é um grupo real e virtual também), é anestesista, um doce de pessoa, uma calma e paciência admiráveis, nunca vi coisa igual.



Da esquerda prá direita, Sonia, Sara, Eu e a Louise, que não fez o curso, foi só passear, também é do nosso grupo Scrap Curitiba.

 

E por hoje é só pessoal, estou preparando um material bem legal pra colocar pra vocês essa semana, minha sogra vai levar meu pequeno prá praia quinta-feira e estarei órfã de filho até domingo :o( aí vou ter tempo pra preparar e colocar umas coisas legais pra vocês. A Taninha tem fotos pra colocar ainda e disse que vai contar o "causo" do aeroporto, minha conversa com o gerente da Gol, quase usei meu eu inferior, faltou pouco... kkkkkkkkkkkkkkkkkk, aguardemos....

Beijos ♥

domingo, 5 de abril de 2009

Vlady na Creare - 27/03/09


Tivemos a presença do nosso querido Vlady aqui em Curitiba, na Creare, dias 27 e 28 de março. Foram 4 módulos de cursos, foram trabalhadas as técnicas de Punch Art, montagem de cenário e cartões. No dia 27/03 fiz o curso de montagem de cenário, um quarto de bebê fofíssimo. Aqui o Vlady estava dando umas explicações iniciais sobre a técnica e o projeto, Ivana de auxiliar (tentando ser brava, mas não adianta que ela não consegue).


Prá quem não conhece a Rê, está aqui a loira, concentradíssima no quartinho.


Taninha com o quartinho lilás, quase todo mundo fez verde, mas como a gente gosta de ser diferente, fizemos lilás.



Prá quem não me conhece ainda... muito prazer... EU! kkkkkkkkkkkk 
Um adendo: quando a Eliane, nossa Paixão hahahaha perceber este dedinho levantado, vai me zoar até...


Colando os quadrinhos de ursinho, minúsculos, mas não menores que o interruptor, microscópico. Muito fofo, delicado e lindooooooooo.



Meu cenário pronto, faltando só moldura, se o Leo ganhar uma irmãzinha (quem sabe eu me encorajo de novo, né?) o quadrinho já está pronto.



Taninha usou a faixinha mais escura (vou contar... por engano, errou... hahahah), ficou lindo também, deu mais vida ao cenário.


E aqui a Rê com o quadrinho verde, fez verdinho porque tem sobrinho, titia corujona, baba que só vendo.

      

Numa noite de sexta-feira, moças comportadas não vão prá balada, vão na Creare fazer quadrinho, lanchinho gostoso, uma penca de gargalhadas, algumas broncas e no final tudo certo! Um quadrinho lindo, feito com os furadores da Toke e Crie, tesoura, cola, fita-banana, pinça.

Beijos ♥
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...